sábado, dezembro 08, 2007

Caro Lúcifer,

Capeta, Diabo, Belzebu, Satanás, Coisa Ruim, Cão, ou como preferir ser chamado, pois existem muitas variantes para o seu nome, mas confesso que prefiro Lúcifer. Por algum motivo, me soa mais humano, e até bonito.
Venho por intermédio desta ínfima carta, fazer-lhe uma proposta que creio ser irrecusável, apesar de não ter noção do que você julga de bom grado ou não...
Digo-lhe que aprecio por demais a vida, e de um tempo para cá, percebi o quão frágil ela é, e que nós humanos estamos suscetíveis a qualquer coisa. Basta um pequeno deslize, um erro mínimo, e a morte dá as caras. E confesso que isso me causou certo medo, pois a vida é muito curta, e há tantas coisas que eu ainda desejo fazer.
Então, o acordo seria o seguinte: Vossa Excelência me protege aqui na Terra, até que eu tenha conseguido tudo o que quero. Em troca, a minha alma é sua, com todos os benefícios de tal aquisição.
Aguardo ansiosamente a sua decisão, enquanto fico trancada na segurança de minha casa, evitando meu inevitável encontro com a morte.

Encarecidamente,

Larissa.

Um comentário:

yuri disse...

não dá nem pra comentar esse texto, só aplaudir...